terça-feira, 31 de julho de 2007

Fecho os olhos ...


Fecho os olhos ...
Estás aqui ...
Sinto a brisa que me toca o corpo,
Em forma de beijos ...
Desejos e toques ...
Na pele...
Estás aqui e sou tua ...
Na boca, nos dedos ...
Sem medos ...
Sorrindo ...
Passa esses dedos, nesto corpo sedento de ti ...
Que no desejo de te ter,
Já não cabe ...
Vem ...
E crava na minha pele as letras do teu nome...
Marca eterna do nosso amor ...
Do desejo ... E do fulgor!!!

Ana Cardoso

17 comentários:

O Profeta disse...

Errantes fragrâncias, soltas no dia
Tanta paz, tanta verdade incontida
Tanta fé, no caminho da vida
No céu, grito de pássaro de asa ferida



Profetico beijo

Masturbatrix disse...

"E crava na minha pele as letras do teu nome..."

Hummm...Gosto disto! :)

Beijo linda!
Boas ferias, se for o caso...

João Filipe Ferreira disse...

que lindo, adorei ler-te d enovo:=)

participa em www.luso-poemas.net
:)
beijinhooo

João Filipe Ferreira disse...

olá

eu e o pedro lopes(www.luso-poemas.net) estamos a pensar fazer uma antologia 100 autores, 100 poemas pela ecopy. Neste projecto cada autor participa com 1 texto. O unico custo que terá é comprar 1 livro, ou seja terá o preço de 12 euros. é um livro que pode estar em qlq loja que qualquer autor arranje para além das muitas lojas onde está presente, pensei em convidar-te, se quiseres participar será um prazer.

beijinho enorme e sorriiiii

By Alma Nova disse...

Belo poema de amor, amiga! E essas são as únicas marcas que devemos permitir, as marcas de amor. São belas como as noites estreladas. Jokitas.

Um Momento disse...

E cá estou eu:))
Admirando, saboreando cada letrinha tua
Deixei eu um Miminho para ti na minha casinha
Beijo muito grande... em Ti
(*)
Até já
(*)

João Filipe Ferreira disse...

deixo aqui entao o mail que estamos a enviar:

___________


Olá Poetas


Vimos por este meio proceder ao passo seguinte da publicação da colectânea que reúne 100 poetas com 1 texto cada um.

Exemplo dos textos a enviar: :
poemas com 4 quadras
estilo livres ate 18 versos
ou equiivalentes no espaço


Encontrados os 100 poetas, vimos por este meio pedir o envio dos textos individuais(n estipulamos prazo por serem muitos poetas, mas pedimos que sejam o mais “velozes” possíveis..
Este passo vai ser procedido por um outro mail. O mail procedente a este será para o envio da declaração de cedência de 1 texto para uma colectânea de poesia e respectivo pagamento do livro que rondará os 12 euros com direito a receber um livro no dia do lançamento que será no Porto em local a definir. Se não puder estar presente enviaremos via CTT, no entanto terá de acrescer ao valor do livro os portes no valor de 2€
O pagamento deverá ser feito por cheque, vale postal ou por transferência bancária. Será da forma que o autor achar mais conveniente.


O autor também poderá adquirir o número de livros que pretender, não há limite de número de livros por autor.
Nesta colectânea não haverá distribuição de dividendos ou pagamento de direitos de autor a participação será a título de cedência de direitos.


Quando tivemos esta ideia, foi de possibilitar a criação de um livro onde todos pudessem participar pelo amor às letras e pelo prazer de ter o seu nome e o seu respectivo texto em livro físico e à venda nas bancas de muitas livrarias do país.
Sabendo das dificuldades de edição neste país decidimos fazer com que a haver custo ele fosse irrisório. Esta foi a melhor opção possível.

Cada autor pode se quiser e tiver prazer arranjar mais livrarias onde o livro pode ser comercializado. Para tal só precisa de nos enviar o contacto da livraria que entraremos em contacto com a editora e ela procederá ao respectivo envio de livros para essa livraria.
Importante: só em regime de consignação.


Como tal aceitando estas condições e tendo possibilidades de corresponder ao passo seguinte, pedimos que nos enviem para este mail ou para pedro_lopes777@hotmail.com um texto individual (poema ou prosa poética) que ocupe uma pagina A5 e com o respectivo nome do autor.

Quem não concordar como descrito e quiser desistir pedimos que nos informem para procedermos à substituição do autor de forma ao nosso projecto de 100 autores ser cumprido.
Finalizando aproveitamos para dizer que este projecto está a dar muito trabalho, mas estamos a fazer com muito gosto pois acreditamos que será algo bonito e que irá realizar muitas pessoas que nele participarão.

Hoje em dia é tremendamente difícil editar seja o que for neste país e assim possibilitamos a todos ter o nome e um texto da sua autoria num livrinho físico e ao alcance de todos.


Todos somos presentes nesta colectânea pelo gosto das letras e do que elas nos podem dar nesta vida de dissabores.

Aguardando as vossas respostas e desejando tudo de bom

Pedro Lopes
João Filipe Ferreira

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Fabiana:

Um poema, muito belo, que se identificará muito com o teu sentir.

Desejos de uma óptima semana.
Um beijo,

Entre linhas... disse...

Um lindo registo que deve perdurar no cofre das recordações.
São estes "registos" de amor que mantém a alma viva.
Bjs Zita

MANDALAS POEMAS disse...

Hola, desde Barranquilla, Colombia, te envío un caluroso saludo y mis felicitaciones por tu blog y en especial por su contenido. Te invito a que visites el mio donde están consignados mis poemas los cuales puedes utilizar si lo deseas, eso si mencionando el blog o mi nombre. Espero tu visita y tus valiosos comentarios.

www.mandalaspoemas.blogspot.com

Un abrazo,


Víctor González Solano

Sleeping_Angel.69@Hotmail.com disse...

Há sem dúvida quem ame o infinito,

Há sem dúvida quem deseje o impossível,

Há sem dúvida quem não queira nada...

Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:

Porque eu amo infinitamente o finito,

Porque eu desejo impossivelmente o possível,

Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,

Ou até, se não puder ser......

Um Momento disse...

Deixo um beijinho carinhoso com votos de um bom fim de semana :))
(*)

Sleeping_Angel.69@Hotmail.com disse...

Refugias os teus medos
aqui,
onde o vento suave te sussurra
e os sonhos constroem a esperança
que te suporta...
Aqui,
crias peças imaginárias
com vidas e receios de marionetas;
tu és as suas próprias histórias:
sem lutas, sem perdas,
mas sem conquistas de vitória...


Haverá voz de revolta
quando te encontras em ilusão?
Consciência cega, surda e muda
vive num lugar sem memória...
Haverá dor em revolta
quando o coração não sente
os gritos de solidão?
Consciência fatigada da realidade
procura um lugar de conciliação...


Na caminhada para a concórdia
criaste um lugar só teu:
um oportuno e oculto refúgio
onde pensamentos se perdem,
lágrimas se isolam
e a felicidade carece de resolução...
Quem quer habitar num mundo
como o deste aqui?

Kolmi disse...

Como sempre, belíssimo.
Digno de uma Princesa da Poesia.
Parabéns miga...

Sniqper

Um Momento disse...

Deixei cair um beijo:))
(*)

Mil Sorrisos disse...

Hum...este teu "cantinho" é diferente do outro. Descobri-o agora e vou linká-lo também... Muita sensualidade corre por estas letras.
Beijos e Mil Sorrisos
:o))))))))))9

Aesis disse...

Gostei.
Apreciei a serenidade e sensibilidade aqui evidenciada.

Não me chocam portanto os vários premios.

Parabéns,
(http://aesir.cn.blogspot